09 junho 2008

Dia 8

Partindo das termas de Monchique foi um sobe e desce pelo eucaliptal até chegar ao mar. Os estradões eram rápidos e o Marco Almeida que estava dorido da queda do dia anterior parecia um tractor a abrir caminho para mim e para o Diogo.

Como a etapa era curta, a possibilidade de recuperação de tempo era menor. Mas com o Marco a "embrulhar pacote" (é a expressão dele para andar rápido) tudo era possível. Facto é que passamos pela dupla americana aí no km 60. A desidratação do dia anterior estava a fazer-lhes mossa e tinham parado para água.

Seguimos caminho sem parar e quem é que estava no trilho? A MULEIRADA TODA!Tudo de t-shirt pretinha a exibir a bela da mula!

A recordação do dia anterior era ainda fresca e forcei-me a pensar que só mesmo em Sagres é que a corrida termina. Até lá estava tudo em aberto e nada de lançar foguetes! Bastava pensar no Leon. Que caiu a metros da meta da 7a etapa e partiu a clavícula. Não queria nada disso. Nem furos. Nem pneus trilhados. Rolar era a única coisa a fazer.

O mar chegou-se perto de nós pela primeira vez na corrida. Já todos tínhamos sido avisados que desse ponto até ao final ainda havia muito trabalho para fazer. E é um facto que não só os trilhos ficam técnicos como há zonas bem perigosas. O vento forte e os single tracks estreitos com as escarpas logo ali ao lado não dão grande margem para erro. Além disso é preciso pensar que os reflexos eram bem mais rápidos há oito dias do que agora. Mais fácil dizer do que fazer!

O Helder tinha-se perdido e foi agarrado por nós. Aí vi logo que íamos perder o nosso tractor porque, assim que as subidas começassem, o Marco e o Helder iam disparar por elas acima e deixar tudo e todos para trás. Ainda tentei manter-me perto. Ainda tentei ignorar as 160bpm. Tentei até pensar que o ardor nos músculos era do sol e não cansaço. A tentar fazer isto tudo não sobrou atenção para o GPS e claro, saí do track!

Lá se foi o esforço todo pela janela fora. O Diogo que tinha ficado mais para trás recuperou o terreno e tive que lhe dar com alma até o apanhar outra vez. A última recta a 1,5km da chegada é asfalto e tem vento muito forte de norte (ou não estivessemos em Sagres). Rolar a 55km/h não é dificil e seguia o Diogo já ali a 200metros. Só o apanhei mesmo nas rochas antes da meta o que quer dizer que não seria adequado chegar primeiro do que ele. Deixei-o cortar a meta e só depois tive eu o meu momento de glória. Peguei na "amarelinha" e cruzei a meta com ela nos braços. Sagres estava conquistada, a Travessia terminada e a Muleirada aplaudia em êxtase...

Foram 8 dias muito intensos. Tanto para os participantes como para a organização. No jantar de encerramento foi notório o estado de tristeza de todos. Se por um lado estavamos todos felizes por terminar este projecto de oito dias, por outro estavamos tristes porque significava o "adeus".

Ao receber a minha estatueta de participante disse ao António e à Berta que eles são os maiores, à Louize dei um abraço grande agradecenço a oportunidade, à Teresa e à Mila um amasso por me terem mantido em forma durante esta semana.

Para mim, a cerimónia de encerramento não teve sabor de "adeus", foi mais de "até à próxima"...

Last but not least, a minha Muleirada, que são a razão pela qual andei tão bem. Foram eles que há dois anos puxaram por por mim. Foram eles que fizeram questão de manter a fasquia alta durante os treinos e foram eles que vieram socorrer e apoiar esta coisa de loucos que me deu para fazer. Muito, mas muito obrigado! ;-)

5 comments:

Valter disse...

MUITOS PARABENS GRANDE MULA!! :)
fiquei com muita pena de nao poder ir ontem, pois fui para a prova de Estarreja, por isso para o ano vais ter de participar outra vez! :P

Anónimo disse...

Amigos, depois do que li, todos vocês, mas todos.... PARABENS AMIGOS!!! Isso sim, é o espírito amigos. Mas atençao... Para eles aì irem... Quase que adivinho... QUEM PAGOU A JANTA??? Ricos amigos tu tens camarada.... Os meus sinceros parabèns rapaz...... Adorei ver o que fizes-te. Ver um pro... Ok... Fazem-no todos os dias, agora gente "normal" como nós... Mais uma vez... PARABNES

RUUULAAA TEAM

WilRod disse...

agora que ja acabou...

Começo a achar mesmo que "postas" estas cenas, com este vocabulario e esta descriçao pormenorizada, depois das tais magicas massagens...


:-DDDD

PARABENS MISTER...


GRANDE MULA

BruMau disse...

É sempre um prazer ler mais uma "posta" tua.

El Pinto disse...

Bem... esse "até à próxima" está a fazer-me uma confusao que nem imaginas :-)

MulaRaiders | Template by: À pois é!
Website: MulaRaiders Power