06 junho 2008

Dia 6

Que dia este! Tive um arranque brutal com o João Marinho, José Silva, Renato e o Nathan. Havia mais uns pouco de início mas foram ficando para trás. Ainda resisti na roda deles até ao km 30. Nos primeiros 18km fizemos uma média de 33km/h e nos 15 seguintes abrandamos para er 30km/h. :D

Mas eu sabia que não estava na minha liga. Como dizia o alentejano Nuno Guerreio, "era um comboio para o qual não tinha bilhete e ficar nele só poderia resultar em estado de caca!" lol

Mas que tenha sido efémero este momento com o grupo líder. Será eterna a foto que o Agnelo tirou enquanto o Renato, o Zé e o Marinho seguiam na minha roda. Ah pois é! Era ver os outros a perderem-se de nós e eu ainda tive fôlego para 'abrir o vento'. Não se iludam, foi só um minuto. Mas alimentou-me o ego para o resto do dia. Só tive pena de hoje não levar a camisola da muleirada... (não estava seca).

Amanhã pode ser que o começo seja semelhante uma vez que a topologia é quase igual. Mas a verdade é que rolar a 170bpm depois destes dias todos de corridas durante a hora de aquecimento não me parece que vá ser boa ideia.

Além disto, as emoções estiveram ao rubro porque ainda não tínhamos andado 2km quando o pneu 'hiper-mega rolante e leve' do Marco Almeida explodiu a 40km/h. Não estou a exagerar! Aquela bodega fez um 'bang' tão grande que parecia um tiro. Era ver o pelotão todo aos 'esses' para se desviarem dele e de repente quando ele encosta era tipo carro de F1... A andar no aro. Serve para mostrar que uma má escolha de pneus num evento destes pode não só custar muito tempo como muitas dores.

Quanto à etapa em si, era muito rolante tendo eu conseguido uma média de 25km/h nos 140km cobertos. Foi suficiente para ocupar um 12° na etapa de hoje mas não o suficiente para compensar o handicap dos americanos que estão à minha frente. Portanto na classificação geral a vantagem deles mantem-se.

A Y portou-se bem, e cortei a meta a fazer-lhe miminhos e a dar-lhe beijos. Foi risada geral! O staff e os participantes mais rápidos já perceberam o meu espírito e entram na brincadeira. O Peter Paelink continua a dizer que estou a concorrer na categoria de 'clássicos'.

A má noticia do dia é que a Sónia Lopes não vai chegar a Sagres na bicicleta porque fracturou a mesma clavícula do que o ano passado :-( . Ficamos tristes porque a duas perdas que a caravana teve até agora foram ferimentos de longa recuperação (Luis Picado com fémur fracturado e Sónia Lopes com a clavícula). Todos os outros problemas são contornados. Um viva para a organização que imediatamente deduziu o tempo que cerca de 7 participantes gastaram na assistência à Sónia. Mais um pormenor que mostra que aqui nada é deixado ao acaso.

A etapa de amanhã é aparentemente complicada porque serva as dificuldades todas para o fim. Vou tentar fazer uma gestão inteligente do esforço para subir na tabela na chegada a Monchique.

5 comments:

El Pinto disse...

O pa ja nao sei que te dizer... o que tu não sabes é que as fotos que falavas ja ca estavam... Agora pá... Sagres é já ali.

BruMau disse...

Bem agora que me surpreendeste bastante nos primeiros dias, tenho de mudar de discurso...

ENTÃO COM ESSA MARAVILHA DA ENGENHARIA (LEIA-SE "Y") SÓ FAZES O 12º TEMPO? PEDALA, MAS É PÁ!!! :)

Mike disse...

Força Nuno!!
Qual Selecção Nacional qual quê??
Nuno dos Mularaiders é que é!!!
É um orgulho ser amigo de um "Maluco" que participa nesta prova!
Força Nuno, o casal Mendes Apoia-te!!

Samuka disse...

Realmente o dia hoje (ontem) correu-te realmente bem...:D até se nota no discurso do post. É assim mesmo, e amanhã tens que atravessar a meta com a tua menina (Y) ao colo, ela merece :D:D:D:D

RUUULAAA TEAM disse...

Amigo, não posso deixar de dizer que ver uma pessoa "normal" como nós fazer isso que andas a fazer.... Estás de parabéns. Mas prepara-te... Já se commenta alguma coisa para a tua chegada..... LOL LOL

MulaRaiders | Template by: À pois é!
Website: MulaRaiders Power