23 novembro 2005

Felicidade para ti é?

Eu já enviei por mail este texto, mas acho que também fica bem neste blog.
Encontrei este texto da Net, peço desculpa ao autor por não fazer referencia ao link, mas foi num daqueles dias em que navegamos sem destino e esqueci-me de guardar o link.


"- Felicidade para uns é poder pegar na bicicleta e desbravar esses trilhos e caminhos do Portugal esquecido, sozinhos ou na companhia de amigos, contactando as simpáticas e hospitaleiras gentes dessas nossas aldeias mais remotas e ignoradas, num fim de semana ou ao longo das férias, em total esquecimento e numa profunda paz interior.
- Felicidade para uns é poder participar em competições, para conquistar um lugar entre os primeiros, daí: fama, reconhecimento, taças medalhas e dinheiro.
- Felicidade para uns é participar nos passeios que se organizam aos fins de semana em diversos locais do país e assim fazer novas amizades, conhecer outros espaços, outros caminhos, ou simplesmente estar entre os que gostam de andar de bicicleta.
- Felicidade para uns é entrar em competições muito simplesmente para participar sem pretensões a pódios, estar no evento, ao lado dos campeões à partida, competindo consigo próprio, fazer-se chegar ao fim, entrar na mesma volta do primeiro ou ficar à frente do vizinho ou do amigo.
- Felicidade para uns é treinar sem outro objectivo que não seja o de manter-se em forma, pegar na bicicleta e fazer o "ritual" do treino: 1 hora hoje, 2 horas amanhã, todas as manhãs de domingo, etc.
- Felicidade para uns é pegar numas cartas militares e com a bicicleta tentar chegar e passar por onde se planeia sem se perderem, saudavelmente obstinados em se localizarem no mapa a todo o momento e assim passarem horas e dias complemente absortos.
- Felicidade para uns é enfiarem-se por esses caminhos desconhecidos e reconhecê-los para futuramente guiar os amigos e os amigos dos amigos por essas paisagens por eles antes descobertas e preparar guias e roteiros desses trilhos para que muitos outros venham por si só a conhecer esses maravilhosos recantos.
- Felicidade para uns é pegar na bicicleta e com ela aprender e fazer as maiores acrobacias: cavalos, éguas, "bunny hops", subir pedras, descer escadas, subir escadas, saltos com "tables", etc.
- Felicidade para uns é domar a bicicleta naquelas descidas técnicas cheias de pedras quase verticais sem pôr o pé no chão, complemente embriagados de adrenalina.
- Felicidade para uns é subir de bicicleta sem desmontar aquela "parede" de piso escorregadio que durante tanto tempo parecia impossível de se fazer, ou fazê-la à frente dos outros do grupo com os pulmões a queimarem e o coração a explodir dentro do peito, mas saboreando o êxtase do sucesso.
- Felicidade para uns é rolar passeando calmamente de bicicleta ao longo das estradas marginais ou das estradas florestais e beber do prazer da brisa da manhã de Domingo na cara, exibindo ou não aquela nova colorida blusa de lycra, ou aquele novo capacete com pala.
- Felicidade para uns é levar toda a família a andar de bicicleta e com eles descobrir uma nova vida em convívio, uma forma mais nobre de ocupar os tempos livres em alternativa à volta saloia de carro, aos centros comerciais, às praias apinhadas de gente e às frustrantes tardes televisivas.
- Felicidade para uns é Ter uma bicicleta de montanha e com isso poder ser reconhecido como um aventureiro, um radical do desporto, um atleta ou como tendo uma forma física invejável..
- Felicidade para uns é comprar a bicicleta mais exótica, construir a bicicleta mais leve, montar a bicicleta mais "high tech" e tê-la imaculada sob uma redoma na sala de estar lá de casa, contemplando-a dias a fio, devorando todas as revistas da especialidade na busca da última criação tecnológica do mais avançado e futurista possível, para montar na sua bem amada. Andar nela não é o mais importante até porque se vai sujar, só se estiver seco, for em bom piso e houver muita gente para a admirá-la.
- Felicidade para uns é pedalar nos grandes charcos e lamaçais destes invernos rigorosos, enterrando-se em lama até à alma num total desprezo pela bicicleta, borrifando-se para centros de pedaleira, cubos, correntes e tanta outra tralha que parece incomodar os outros, e chegar a casa e esquecer-se da bicicleta num qualquer canto da garagem, varanda ou arrecadação.
- Felicidade para uns é poder transportar-se de bicicleta para o trabalho e com uma cara de satisfação ultrapassar os que escolheram ir de carro e que num total desespero esperam impacientes que aquela fila de carros parados na sua frente se mexa, acumulando stress e levando o dobro do tempo a lá chegar.
- Felicidade para uns é saber tudo o que há para saber sobre bicicletas e passar tardes a discutir sobre qual a melhor suspensão, o melhor material de quadro, o futuro das bicicletas de suspensão total ou a actual forma do Tomac, da doença da Furtado e da loucura do Palmer.
- Felicidade para uns é ter uma bicicleta dita barata e levá-la a fazer o que os que as têm ditas caras e sofisticadas não conseguem, e poderem provar que o que verdadeiramente interessa é ter pulmão e pernas.
- Felicidade para uns é ter uma bicicleta dita cara mas que não pareça, sem peças coloridas ou exuberantes mas poder secretamente confidencial com alguns (não assim tão poucos) que aquela bicicleta está avaliada em centenas ou milhares, e daí tirar um imenso gozo.
- Felicidade para uns é viajar de bicicleta indiferentemente de ser em estrada ou em terra em total auto-suficiência durante semanas expedicionando vários países ou regiões engrandecendo o seu conhecimento de outros horizontes, de outros povos e de si próprio.
-Felicidade para outros é poder escrever sobre assuntos relacionados com a bicicleta e fazer testes e análises de produtos, de competições e passeios, e recrear em todos uma vontade férrea de pegar na bicicleta e com ela gozar uma ou diversas daquelas formas de felicidade."



E para ti felicidade é?

8 comments:

Samuka disse...

Mas será que alguém tem paxorra para ler isto..... fala de gajas...

Mike disse...

Ninguem é obrigado a ler... Eu achei interessante... E um pouco de leitura também não te faria mal nenhum...
Por falar em leitura, já acabei de ler o ultimo livro do Dan Brown "Conspiração". É muito bom, mas fica abaixo de "Anjos e Demonios" e de "O Codigo de Da Vinci".

Samuka disse...

Porra.... tu vais para ai trabalhar ou ler???? tens muito tempo livre.... casa-te que tu vês o que é bom para a tosse..... :D

BruMau disse...

Viva Alemãonhe!!! O texto realmente abarca um pouco de tudo e consigo rever-me em muitas situações, como andar na lama sem querer saber do centro pedaleiro, eheheee e mesmo em algumas situações que ainda não experimentei, a curiosidade é muita, como por exemplo um eventos com a duração de mais de uma dia. Está giro sim senhora, mas para mim a felicidade é apenas disfrutar da bike, se possível com os amigos no mato, o resto vem por arrasto.

P.S. - Ah!!!...Quanto ao livro, devo ser o único, que ainda anda a ler o Código de Da Vinci. Estou a gostar mas tal como já te tinha dito, são géneros diferentes, o Anjos e Demónios tem mais acção.

Mike disse...

Eu acho que o Código de Da Vinci é uma livro de acção, mas expõem um assunto que obriga a uma descrição pormenorizada e acaba por abrandar o ritmo da acção.

samuka disse...

Faz o que eu quero e serás o meu herói, confronta-me e eu te desprezarei.....lolol.... in "Diário da República" 30/02/1973

Shifter disse...

...muita "aguinha" quente para lavar a bike com este frio"


brrrrr...

quickfreddie disse...

já agora, fica aqui o link para a página original
http://www.clube-btt-cpr.com/Outros/Artigos/opiniao/felicidade.htm

MulaRaiders | Template by: À pois é!
Website: MulaRaiders Power