14 julho 2008

24 horas de Sobrado em BTT

Tenho vontade de chamar a este post "o regresso ao pódium!", mas tenho receio de não poder continuar a alimentar esse título, como tal, vou limitar-me a contar como foram as minhas cerca de 21horas em cima da bicicleta.

Pois, para quem ainda não sabe, as 24horas Candibyke de 2007 tinham-me ficado atravessadas. Não achei muito justo ter que abandonar um sólido segundo lugar por causa de dores nos olhos. A verdade seja dita que só tornou este resultado mais saboroso!

A corrida começou com um ritmo brutal. Vi malta a trepar pela primeira subida acima como se a meta fosse a 500metros. Pensei para mim mesmo que seriam todos membros de equipas de 4 elementos (que fazem os tempos por volta mais baixos) porque certamente aquele não era o ritmo a que iria aguentar o tempo todo que tínhamos pela frente.

Como não tive oportunidade de ver o terreno antes do início da corrida, a primeira volta foi para reconhecimento. Claro está que foi um reconhecimento “foguete”. Foi a minha volta mais rápida com 30minutos. Quando percebi o tipo de terreno que iria ter pela frente vi logo que não seria sensato manter aquele andamento. A verdade é que não só o acumulado era de 3200metros a cada 100km como o terreno em si era muito lento. Os caminhos eram essencialmente rocha e pedra solta. Disse logo mal da minha vida! Comecei logo a pensar que tinha sido a pior de todas as corridas para estrear a minha Merida (hardtail) e o conforto da suspenção traseira da Trek SL estava cada vez mais presente. Quanto a isso não havia nada a fazer, portanto, siga para mais uma volta.

Aí pela 5ª volta, a coisa não estava a correr nada bem. Houve malta da categoria de Solo que disparou logo desde a partida e vi a minha classificação baixar para um 5º lugar. Confesso que secretamente tinha ansiado por um lugar no pódium. As experiências tinham-me já dado algumas dicas sobre o andamento e sobre todo o apoio necessário e o TransPortugal e mais umas saídas com os MulaRaiders em velocidade “supersónica” ajudaram a manter o treino endurance necessário. Mas a verdade é que não estava a ser o suficiente e tive alguma dificuldade em encontrar o ritmo “coelhinho Duracell”. Esse seria o andamento que me permitiria “durar e durar e durar”...

Também é verdade que era um terreno fácil de menosprezar. E aparentemente foi o que fizeram alguns participantes. À medida que ia havendo “encostos” à box eu tentava apanhar mais uns minutos e aí pelas quatro da tarde, a volta 7 iniciava as “hostilidades” com o Rui Pedro Miranda e eu a alternamos posições numa luta pelo primeiro lugar. Esta luta durou até à volta 10 quando comecei a ter uma vantagem consolidada.

Quando caiu a noite eu sabia que as minha luzes me iam fazer andar bem e não poupei o material. O ar estava mais fresco e eu ainda me sentia forte. Afinal ainda só tínhamos 8 ou 9 horas a pedalar... o que é isso para um MulaRaider? lol. Senti que descia à noite como se fosse de dia, e fazia as subidas a iluminar outra malta que ia passando. Houve os comentários habituais de :”ó amigo, aí parece que vai de dia!” ou então a versão mais nortenha “...que p*** de luzes que aí tem!“. :D

A verdade é que exagerei nas luzes! Andei com a intensidade sempre no máximo, e é fácil perder a noção de quanto tempo já levamos com as luzes acesas. Como tal, fiquei sem bateria lá pelas dez e tal da noite. Mal feito da minha parte, claro, até porque com baterias suplentes, não havia necessidade nenhuma disso. Fiz os 2km finais dessa volta completamente a pé e literalmente a apalpar o terreno. Ainda pedi duas boleias mas não havia condições para arriscar atrás de alguém. Com uma troca de bateria, uma afinadela na mudança traseira, um pouco de ar no pneu, um cumprimento do vencedor do TransPortugal(João Marinho) 30minutos perdidos e muita força dada pelos Mulas, lá voltei à pista. É claro que o João aproveitou para dizer mal dos meus Vbrakes... mais uma vez! ;-)

Como a hora já era avançada preocupei-me com a alimentação e em manter o ritmo certinho. No entanto o corpo já começava a não querer responder. Apesar das pernas ainda não estarem a queimar (muito) o coração já não queria trabalhar. O aviso final chegou sob forma de uma quase-queda por falta de reflexos. Estava decidido. Havia chegado a hora de descanso.

Tinha visto que levava já um avanço de 2 voltas sobre o segundo classificado e como tal mais valia ser cauteloso do que deitar tudo a perder. Foi por volta das duas da manhã que fiz a primeira pausa para um sono de 30min. Na verdade acabou por ser uma paragem de uma hora (com mudanças de roupa e reforço alimentar).

Duas voltas mais tarde e foi a vez dos olhos se queixarem. A visão começou a ficar desfocada. Tinha que fechar os olhos 3 e 4 vezes até conseguir recuperar a nitidez. Senti mais uma vez que estava a andar no limite da queda com consequências graves. Então, às cinco da manhã fiz a segunda pausa para outro sono de 30minutos. Esta paragem foi de 1:20 porque na verdade estava um frio que cortava as orelhas. Foi incrível o quanto a temperatura desceu durante a noite. Isso e o facto do meu sistema de aquecimento ter cedido aos músculos todas as calorias que tinha reservadas e agora, não havia nada para regular a temperatura. Havia ainda uma solução, montar na bike e pedalar!

Com o nascer do dia, o caminho tinha melhorado bastante. Tinha agora menos pedras na trajectória que todos os participantes faziam, e a humidade nocturna ajudado a segurar o pó no chão. Com a ajuda do staff nas boxes, decidi que ia fazer as voltas mais lentas que pudesse e segurar as duas voltas de diferença. Nesta fase ainda estava tudo em aberto. Dois furos eram muito possíveis, tal como qualquer outro problema mecânico. Na verdade a SID WorldCup entregou a alma ao criador e durante a manhã já não filtrava a dureza do terreno como umas horas antes.

Fui fazendo pausas pequenas de 2 minutos a cada volta, para beber e para comer algo rápido. Foi uma manhã de perseverança e auto-controlo.

Estas decisões compensaram e vesti a camisola da Mula para, orgulhoso, a exibir ao cruzar a meta!

Como já escrevo isto na segunda à noite, posso dizer que perdi 3kg em relação a 6a feira... :D Posto mais fotos quando as tiver, até lá ficam os links:

classificações SIIM
video RUUULAAA TEAM (obrigado pela motivação dada)



Mais uma vez tenho que dizer que não estive sozinho a receber o prémio. Esse foi só o resultado do esforço conjunto dos Mularaiders durante todas as corridas e treinos feitos até agora. Tenho também que agradecer à minha equipa de bastidores que foram incansáveis e fizeram as 24horas sempre ao meu lado com comida pronta para me enfiar pela boca abaixo. E um beijinho e um Xi muito bom à minha sobrinha Mafalda, pela coroa de vencedor que me desenhou e apesar da vergonha, me colocou na cabeça em frente de todos!

obrigado a todos

12 comments:

WilRod disse...

LOL a coroa da tua sobrinha nessa ocasiao é a cereja no bolo, Mister...

heheh

Mais uma vez, muitos parabens!!

E pronto, la vais a fasquia mais alta :-D

Indo eu, indo eu, a caminho de Viseu...

LOL

Abraço

Valter disse...

Granda Mula!! Muitos parabens!! :)

BruMau disse...

Essa leitura e conhecimento dos "sinais" do teu corpo são sem dúvida uma grande mais valia, o que te permite fazer uma gestão que já mostrou os seus resultados ao longo deste ano.

Cada vez mais vejo a importância destes pormenores como uma correcta nutrição, antes, durante e após a prova.

Este desporto é fantástico, estamos sempre a aprender (como muitos outros, claro).

Não te dou mais parabéns que já enjoa, lol :) Agora é mais, só 30 voltas? Andaste de bike ou de frágonete?

RUUULAAA TEAM disse...

Dassssss... E para além do número de voltas, esta "posta" tem frase e letra que nunca mais acaba. Para além de pensar, uma ou duas vezes por ano também me dá para ler, e desta vez, ao ler este post, bem, das duas... Três. Ou levanto a inha média anual ou não leio mais até ao final do ano.
O João teve lá???

Amigo, também sou de acordo, trinta voltas...... No coment LOL

Forte abraço.

(mas o que é que ele tem de "contra" hidraulico ou porque é tão ferrenho do VBrake?)

El Pinto disse...

Só 21h!!!?? 3h Parado???!!! Malandro!!! Debias ter Bergonha :-)

Samuka disse...

Só por curiosidade, pedalaste 21h e quantas demoraste para escrever o post??? Outras 21h???? LOLOL

quickfreddie disse...

porque achas que parei 3horas?

:D:D:D

Samuka disse...

Naaaa, não me acredito que só tenhas demorado 3h a escrever o post, pelo tamanho do testamento que está aqui isso é impossível.... LOLOL

quickfreddie disse...

olha que sou conhecido por fazer destas coisas a velocidade "supersónica"

lolol

Mike disse...

Tantas felicitações e comentários maricas por causa disto??
Ainda se fosse 24 horas em cima de uma gaja a dar uma valente "trancada"! Isso sim seria motivo de parabens!

Ricardo "nitro" disse...

Olá quickfreddie. Também lá estive a fazer as 24 horas. Era o frontal 1111. Creio que terei dado umas escassas 21 voltas. É por isso mesmo que te escrevo. O gajo que disse que p**** de luzes devo ter sido eu... lol. É que eu não vi um chavasco com a porcaria que levei.
Podes-me dizer que luzes usaste? Ou é o segredo da vitória??? hehehehehe. Partilha lá isso comigo, por favor. Grande abraço e parabéns por me teres vencido, lol. Ai se eu tivesse luzes... Abraços do Ricardo "nitro" 1111.

WilRod disse...

Olha....


...o Mike

:-|

MulaRaiders | Template by: À pois é!
Website: MulaRaiders Power